Guimaguinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
25/06/2013 17h07
Memórias de Aguinhas (7) - O jornal A Peleja

SUMÁRIO


A Peleja

O primeiro jornal a circular em Lambari foi o Águas Virtuosas, fundado por Garção Stockler e

editado por ele mesmo e pelo seu colega Bandeira de Mello. O periódico tinha a única finalidade de dar notoriedade às águas do lugarejo e circulou durante os anos de 1884 e 1885, fazendo grande alarde do clima acolhedor do distrito e da riqueza hidroterápica de suas águas. (1)

............................

Com a extinção do Águas Virtuosas, outros periódicos foram publicados na localidade, sempre destacando a importância das riquezas hidroterápicas das suas águas minerais e sempre editados pelo mesmo grupo, o principal deles foi A Peleja, dirigido por Garção Stockler. A folha também contava com a colaboração de Américo Werneck, Ferreira Brandão* e João Luis Alves... (2)

Voltar



O frontispício do número 20 do jornal A Peleja, de 15/05/1898, abre este post.

A íntegra desse exemplar pode ser vista neste link: 

http://www.siaapm.cultura.mg.gov.br/modules/jornaisdocs/viewcat.php?cid=12065


Anúncios publicados em A Peleja

A edição de A Peleja supracitada estampou diversos anúncios e propagandas, como estes:

                     

Voltar


Imigrantes italianos

Francisco Grandinetti fazia parte da grande família italiana que veio para Lambari, no final do Século XIX. Como se vê acima, os profissionais com os quais trabalhava também eram italianos. No livro Lambari, como eu gosto de você (3), Paulo Roberto Viola faz um histórico dessas famílias e informa que

Francesco Grandinetti [...] chegou ao Brasil em 1886 e sua esposa Teresa Giacóia [...] veio com os filhos, dois anos depois, em meados de 1888, provenientes de Latrônico, na Região da Brasilicata. (pág. 83)

Por toda a década de 1890 chegaram em Lambari novas famílias italianas. O autor acima lista essas famílias, e dele colhemos estes exemplos: Biazo, Beloni, Bongiorni, Bianguli, Conti, Carlini, Gesualdi, Gregatti, Metidieri, Raimundi, Rosatti, Silvestrini, Sgarbi, Tucci, Viola. (pág. 72).

Voltar


Injeções de água mineral

Em 1898, já se receitavam aplicações de água mineral, como está na propaganda do médico João Bráulio Júnior. Esse médico e político está muito ligado à história de nossa cidade, que o homenageou dando seu nome a uma de nossas mais importantes avenidas.

[João Bráulio] em sua curta vida pública (1891-1908) realizou importantes serviços em Lambari, destacando-se os seguintes: criação do Distrito de Paz das Águas Virtuosas, em 1891; vinda da Estrada de Ferro, com inauguração da respectiva estação em março de 1894; criação do Município, em 16 de setembro de 1901; captação da água mineral pelas obras realizadas em 1905 e 1906; instalação do Grupo Escolar que tem o seu nome, em 1907, um dos primeiros instalados em todo o território mineiro. (4)

.........................

[...] fundou o jornal "A Peleja" que se destacou como importante semanário político informativo e literário em todo sul de Minas; concorreu de maneira decisiva para a vinda do Colégio Brasil que funcionou onde é hoje o Clube das Fontes, até fins de 1908 e traçou todo o plano de urbanização e saneamento de Lambari, executado pelo prefeito Américo Werneck, de 1909 a 1911. (4)

Voltar



Veja-se a referências a aquáticos - como se tratava, então, os frequentadores das estâncias hidrominerais


Os aquáticos

Eis a definição de aquático, segundo Armindo Martins (5):

Voltar


Referências

(1) CASTILHO, Fábio Francisco de Almeida. Como Esaú e Jacó: as oligarquias sul-mineiras no final do Império e Primeira República. Tese (Doutorado em História). Universidade Estadua Paulista, 2012, págs.125/26. - Disponível em http://www.franca.unesp.br/Home/Pos-graduacao/FABIO.pdf - Visitado em 16, jun, 2013

(*) Nota de CASTILHO, 2012, p. 131: Embora o nome de Brandão Filho figurasse na lista de colaboradores de A Peleja, quando em disputa pela Agência Executiva de Campanha, ele afirmou jamais ter escrito para esse periódico. [...]

(2) id., ibid., pág. 131.

(3) VIOLA, Paulo Roberto. Lambari - como eu gosto de você. Rio de Janeiro : Ed. Navona, 2a. ed., 2002.

(4) MILÉO, José N. Ruas de Lambari. Guaratinguetá, SP : Graficávila, 1970, p. 20.

(5) MARTINS, Armindo. Lambari, a cidade das Águas Virtuosas.1949.


Voltar


Publicado por Guimaguinhas em 25/06/2013 às 17h07
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: