Guimaguinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
09/11/2013 10h27
Aguinhas elegante (4) - O Cassino das Fontes

Introdução

Como vimos contando nesta série Aguinhas elegante (*), dançava-se muito em Lambari no século passado (!)...

De fato, desde o Cassino Éden, passando pelo Cassino das Fontes (décadas de 1930/60) [onde chegaram a tocar renomados músicos brasileiros, entre eles Francisco Perrone e Radamés Gnatalli (1)], até a Boite Tic-Tac (décadas de 1970/1990) e a Boite do Juca (décadas de 1970/1980), as noites lambarienses foram muito animadas.


Bar Pinguim e Bar do Juca

Na década de 1940, e assim também nos anos 1950/60, o Bar do Juca e o Bar Pinguim constituíam os principais pontos de encontro da sociedade e da juventude lambarienses. Ambos se situavam próximos das Fontes, na antiga Rua São Paulo (atual Rua Dr. Wadih Bacha); o primeiro, onde atualmente está o prédio do Banco do Brasil; no local do segundo funciona hoje uma loja de eletrodomésticos. (2)

Eden Clube, em Lambary, anos 1920/30 (o 3o. prédio, da esquerda para a direita. Atualmente, ali funciona uma sorveteria). À direita do Eden Clube, o antigo prédio do Cassino das Fontes.

Eden Clube, baile em 1932.

 Outra noite elegante no Eden Clube, nos anos 1930


Noites dançantes no Bar Pinguim e Cassino das Fontes

Conta o memorialista João Luiz Fernandes (3) que, em 1942, tendo retornado do Rio de Janeiro, adquiriu o Bar Pinguim. O bar tinha ligação, pelos fundos, com o Cassino das Fontes, por onde eram fornecidos bebidas e comestíveis para os frequentadores do cassino. O jogo era então uma das atrações de todas as estâncias hidrominerais do país: as elites iam fazer uso das águas como preservativos ou curativos da saúde (geralmente por um período mínimo de 21 dias) e aproveitavam o jogo como lazer.

Fernandes prossegue:

(...) uma iniciativa minha bastante aplaudida foi a instituição de noites dançantes no salão acima do Bar Pinguim, que vieram a ser frequentadas tanto por veranistas quanto pelas famílias da melhor sociedade de Lambari. As danças, naquela época, eram sempre de pares, ao som de sambas, sambas-canção, boleros, rumbas, baiões, algumas valsas e tangos, com muito romantismo embalando os casais.

Em fevereiro de 1949, resolvi transferir essas noites dançantes para a esquina da Rua São Paulo, no Cassino das Fontes, que estava inativo desde a proibição do jogo... [aqui]

Quando João Luiz retornou ao Rio de Janeiro, em dezembro de 1950, o Bar Pinguim passou a ser administrado por seu irmão Sebastião Fernandes.


Fotos

Foto de abertura: A beleza lambariense representada por Ema Gorgulho, em elegante baile de formatura (anos 1950)


Jurandir (Alemão) e Ema, baile de formatura dos anos 1950

Baile de formatura, anos 1950. Na foto, entre outros: Jurandir, Selma Gorgulho, Hélio Nascimento, Vinha Martins, Vadinho Bibiano


(1)

Em 1929, [Radamés] foi convidado pelo professor Fontainha  a se apresentar no Teatro Municipal do Rio de Janeiro tocando pela primeira vez com acompanhamento de orquestra no "Concerto em si bemol maior", de Tchaikovski, tendo recebido grandes elogios da crítica carioca. Por essa época, já radicado no Rio de Janeiro, encontrava-se em dificuldades financeiras quando recebeu o convite para atrabalhar no Cassino das Fontes, na cidade mineira de Lambari, substituindo o pianista Mário Martins. Nessa ocasião, conheceu o baterista Luciano Perrone, com quem construiria uma sólida amizade por toda a vida e que se tornaria um de seus músicos prediletos. 

Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB (aqui)

Conheci Luciano Perrone no ano de 1929 , mais de cinquenta anos, portanto, em Lambari, uma estação de águas. Fui contratado para tocar no Cassino das Fontes no lugar do Mário Martins; ele estava no Cassino Éden tocando bateria e em lua-de-mel ao mesmo tempo.

 Do livro Radamés Gnatalli, de Aluísio Didier (Brasiliana Produções, 1996)

Os cassinos abriram campo profissional para Radamés, que passou uma temporada em Lambari, onde conheceu Luciano Perrone, o baterista que integraria todos seus conjuntos dali para frente. 

Do livro A Casa da minha Infância, de Luiz Nassif (Editora Agir, 2008)


(2) Uma vista recente dessa rua pode ser examinada no Google. Acesse: https://maps.google.com.br/ e pesquise este endereço: R. Dr. Wadih Bacha, Lambari - MG. Depois clique a aba "Vista da rua".


(3) FERNANDES, João Luiz. Reminiscências de um Brasileiro do Século XX - Cidade das Águas Virtuosas. Lambari, MG : Gráfica Kirios, 2013, pags. 40, 41 e 49.


(*) Veja os demais posts da série:

Aguinhas elegante (1) - http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=37423

Aguinhas elegante (2) - http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=38294

Aguinhas elegante (3) - http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=38608


Publicado por Guimaguinhas em 09/11/2013 às 10h27
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: