Guimaguinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
30/05/2014 05h58
MEMÓRIAS DE AGUINHAS - O Cassino de Lambari e a homenagem ao Sol

Sumário


Ilustração de abertura: Vitral oval do Cassino de Lambari, que seria ponto de referência de efemérides solares.


(...) a curiosidade daquela época na fachada lateral [do Cassino]era um vitral, no lado leste, que marcava os solstícios de verão e de inverno e os equinócios, segundo alguns estudiosos.

JORNAL "ESTADO DE MINAS"  [1]


Introdução

Neste post vamos resumir uma curiosa história sobre o nosso Cassino e as efemérides solares.

Vamos lá.


O Cassino e o Sol

No livro O Palácio Casino de Lambari - Sonho, Segredo, Realidade, Antônio C. Martins de Carvalho [2] descreve "um fato astronômico desconhecido envolvendo o Casino".

Na opinião de Martins de Carvalho, que também é astrônomo amador, Américo Werneck

(...) posicionou admiravelmente o Palácio de Lambari para marcar nos pontos determinados as quatro principais efemérides do Sol, que são: o Solstício de Verão, os Equinócios e o Solstício de Inverno. [3]

Desse ponto de vista, haveria no Cassino de Lambari marcações importantes relativas a tais efemérides do Sol, que só encontrariam equivalentes nos monumentos megalíticos existentes na Porta do Sol, situada em Thiunacaco, na Bolívia e em Stonehenge, no Sul da Inglaterra. [4] Como se sabe, alguns estudiosos afirmam que esses dois monumentos estão orientados para marcar, respectivamente, os Equinócios  ao amanhecer, e o Solstício de Verão, no hemisfério Norte. 

Voltar


Observações do pôr do sol

Segundo Carvalho [5], o que o engenheiro Américo Werneck

(...) projetou para homenagear o Sol, quando desenhou a planta do Palácio de Lambari, está relacionado com a proporção das medidas da construção e a latitude do lugar (...)

Para ilustrar sua teoria, o autor elaborou uma planta na qual estariam as marcações que permitiriam observar o pôr do sol nas quatro principais efemérides solares: solstícios de inverno e verão e equinócios. A altura e posição dos zimbórios (cúpulas), a colocação do vitral oval, a medida e localização das varandas, constituíriam pontos de referências para essa observação. [6]

Eis a visão da planta baixa do Cassino, que para Martins de Carvalho mostram a intenção de Werneck quanto às efemérides solares:

Fonte: O Palácio Casino de Lambari - Sonho, Segredo, Realidade, de Antônio C. Martins de Carvalho


O centro da varanda do lado leste (o item 4, na figura acima) seria o ponto de referência com base no qual Werneck teria orientado as dimensões do seu projeto. Afirma Carvalho, ainda, que

(...) o pôr do sol, no dia do Solstício de Verão, poderia ser visto dentro do vitrô oval, para uma pessoa situada no centro da varanda do lado leste (...) [7]


Pontos cardeais - A frente do Cassino está voltada para a Serra das Águas, ao Norte


Vitrô oval do Cassino

Fachada leste do Cassino [8]

Voltar


O Farol da República e o Sol

Em sua monografia de doutorado em História [9], Fábio Francisco de Almeida Castilho anota que ao lado do Cassino (à esquerda, olhando-se o prédio de frente), foi construído o Farol da República, que, à época de sua inauguração, iluminava o lago e produzia um belo efeito nos vitrais do Cassino. O farol guarda simetria em relação ao solstício e ao equinócio, e a escolha do nome foi uma homenagem ao regime republicano, do qual Werneck foi ardoroso defensor.  

Esse também é o pensamento de Martins de Carvalho, ao informar que Werneck

(...) posicionou o Farol de modo que quem visse o pôr do sol da janela em estilo gótico, localizada na parte superior, coincidisse com o Sol se pondo, no meio do telhado do salão principal, no dia 15 de novembro. Sem dúvida, uma demonstração de que era republicano. [10]

Ao fundo, o Farol da República, visto da balaustrada do Cassino [8]

Voltar


Glossário

  • Efemérides: (i) Em sentido, geral efemérides significa, em latim, “memorial diário”, “calendário” (ephemèris,ìdis), ou, em grego, “de cada dia” (ephémerís,îdos). A palavra efêmero/a (“que dura um dia”) tem a mesma etimologia. (ii) Em sentido astronômico, trata-se do registro das localizações no passado, no presente e no futuro de um cometa, planeta ou satélite. As efemérides existem desde o quarto século antes de Cristo.
  • Efemérides Solares:  (i) Tabela que fornece, em intervalos de tempo regularmente espaçados, as coordenadas que definem a posição de um astro. (ii) Livro contendo várias efemérides e anúncios de fenômenos astronômicos, que se publica anualmente.
  • Equinócio: Ocasião em que o Sol cruza o equador celeste, fazendo com que a duração do dia e da noite seja igual no mundo todo. O equinócio de outono acontece por volta do dia 23 de setembro e o equinócio de primavera, ou vernal, por volta do dia 21 de março. 
  • Solstício: Época em que o Sol passa pela sua maior declinação boreal ou austral, e durante a qual cessa de afastar-se do equador. Os solstícios situam-se, respectivamente, no dia 22 de junho para a maior declinação boreal e no dia 22 de dezembro para a maior declinação austral do Sol. No hemisfério sul, a primeira data se denomina solstício de inverno e a segunda solstício de verão; e, como as estações são opostas nos dois hemisférios, essas denominações são invertidas no hemisfério norte.

Extraído de Paulo Cesar Sentelhas e Luiz Roberto Angelotti. ESALQ/USP

Fontes: Dicionário Astronômico/Inape/Araçatuba (aqui) - Aula de Meteorologia Agrícola/Esalq/USP (aqui); Wikipedia.

Voltar


Referências

Voltar


Reforma do Cassino

Como se sabe, o prédio do Cassino passa por uma reforma (aqui, o projeto), e é bom lembrar que em obras e restaurações anteriores ocorreram diversas agressões às características originais do prédio (veja aqui, especialmente o tópico Restaurações). 

Assim, tanto quanto possível, elementos arquitetônicos originais,  como os referidos no livro objeto deste post e tantos outros mais, são itens que devem ser preservados, em respeito à memória cultural e histórica de Lambari e da monumental obra de Werneck.


   

Outra visão do vitral oval do Cassino

Uma visão dos zimbórios (cúpulas) do Cassino

Outra visão dos zimbórios (cúpulas) do Cassino

Voltar


Nota: Exemplar do livro O Palácio Casino de Lambari - Sonho, Segredo, Realidade, de Antônio C. Martins de Carvalho, encontra-se no Museu Américo Werneck (aqui).


Fotos: Museu Américo Werneck; Carlos Augusto Lorenzo; Fundação João Pinheiro.


Sobre Américo Werneck, veja ainda:

  • Contexto cultural e político de Américo Werneck (aqui)
  • As obras fundadoras da cidade (aqui)
  • Obras de Werneck - O Cassino de Lambari (aqui)

Voltar​ 


(*) Se você, caro(a) visitante, tiver notícias, informações, fotos, ou quiser fazer alguma correção ou complementação ao texto aqui publicado, entre em contato conosco neste e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com


 


Publicado por Guimaguinhas em 30/05/2014 às 05h58
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: