Guimaguinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
19/11/2014 06h38
MEMÓRIAS POLÍTICAS DE AGUINHAS (2) - Dr. Antônio Pimentel Júnior, sucessor de Américo Werneck

SUMÁRIO


Introdução

Antônio Pimentel Júnior foi o segundo prefeito de Águas Virtuosas do Lambary (2o. semestre de 1912 a 1918), tendo sucedido a Américo Werneck.

Segundo relata seu filho Antônio Fonseca Pimentel, no livro Memorial dos Setenta (aqui), a nomeação de Pimentel Júnior se deu nas seguintes circunstâncias:


     Em outubro de 1912, foi meu pai nomeado prefeito de Lambari, então denominada, por extenso, Águas Virtuosas de Lambari.

     Essa nomeação se deveu a dois fatos principais.

     ..........................

     O segundo fato a que se deu a nomeação de meu pai foi a decisão de Bueno Brandão de substituir, na prefeitura daquela estância hidromineral, a Américo Werneck,que, dentre numerosas outras obras, concluíra a construção do famoso cassino de Lambari e o inaugurara em 1911.

     Bueno Brandão, como chefe do executivo estadual, estivera presente às festas de inauguração , verdadeiramente de mil-e-uma noites, segundo a tradição conservada. E, em sua conhecida simplicidade e austeridade, regressara a Belo Horizonte, segundo os íntimos, escandalizado com tamanha pompa e, de acordo com uma anedota, achando que, naquele andar, Américo Werneck quebraria não só Lambari, mas o próprio Estado de Minas, o que era evidentemente um exagero.

     Meu pai era, assim, nomeado com a recomendação expressa de não gastar, ou gastar o menos possível, para compensar os gastos da administração anterior.

     Era uma tarefa antipática e ingrata perante uma comunidade que esperara que Américo Werneck transformasse Lambari na Monte Carlo não só de Minas, mas do Brasil, o que não ocorreu nem sequer com o Cassino de Quintandinha, construído trinta anos depois em Petrópolis, a algumas dezenas de quilômetros apenas do Rio de Janeiro. 

...........


Em que pesem as dificuldades acima relatadas, e a perda trágica de um filho — José — então com oito anos, num acidente com uma arma de fogo, fato ocorrido pouco mais de um mês após a chegada da família em Lambari, Pimentel Júnior conseguiu realizar, como prefeito, uma grande administração. Confiram abaixo o relato do escritor José Nicolau Mileo.

Voltar


Resumo biográfico



Fonte: MILEO, José N. Ruas de Lambari.

Voltar


Aspectos da cidade entre 1912/1918

Um trecho da cidade, vista da Igreja N. S. da Saúde (nota-se um quarteirão inteiro, da atual Rua Tiradentes, sem nenhuma construção).


Fonte: CAPRI, Roberto. Águas Virtuosas de Lambary

Voltar


Referências:

PIMENTEL, Antônio Fonseca. Memorial dos Setenta. Brasília, DF : Gráfica Brasiliana, 1989, p. 57/58.

MILEO, José N. Ruas de Lambari. Guaratinguetá, SP : Gráfica Vila, 1ª. edição, 1970.

CAPRI, Roberto. Águas Virtuosas de Lambary. São Paulo : Pokay & Comp., 1918.

Voltar


Veja também:

- MEMÓRIAS POLÍTICAS DE AGUINHAS (1) - Dr. José dos Santos, médico e prefeito, aqui

- INAUGURAÇÃO DAS OBRAS DE AMÉRICO WERNECK, aqui


 

 


Publicado por Guimaguinhas em 19/11/2014 às 06h38
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: