Guimagüinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
14/01/2015 09h21
Vocabulário de Aguinhas (8) - Letra "G"

Vocabulário de Aguinhas


Também nos divertíamos muito, lembrando ditos, expressões e

trovas populares, além de colecionar palavras em desuso na

língua, catadas tanto aos clássicos como aos matutos do

Sul de Minas Gerais.

(Do livro inédito : Pai Véio, um contador de histórias, de Antônio Lobo Guimarães)

 

Pelo que respeita à linguagem, tanto culta, como familiar ou popular,

é lá [em Minas Gerais] que me parece estar a feição primitiva.


(Gladstone C. de Melo, linguista e professor, de Campanha, MG,no livro A língua do Brasil)


Forreca, fubica, jabiraca — são gírias do Vocabulário de Aguinhas que aparecem no livro Menino-Serelepe* para designar veículos (carros, caminhonetes).

Vejamos os trechos em que esses termos aparecem:


  O primeiro narra a mudança de meus pais da Vila Nova para o centro da cidade, feita por uma velha caminhonete:


Uma forreca alugada veio e dois peõzinhos mirrados deram conta de carregar toda a tralha. Pouca coisa: um guarda-roupa muito antigo, uma cômoda de três gavetas, uma poltrona, duas camas Patente, um colchão de casal de molas soltas, um colchão de capim-mirim do menino, um armário de mantimentos, uma mesa, três cadeiras, um tamborete, duas trouxas de roupa de cama, uma mala com roupas, trens de cozinha, alguns enfeites, um caixote de bregueços do menino, o quadro da Santa Ceia.


  O segundo, descreve um automóvel TL velhíssimo comprado pelo meu tio Mário:


Um dia apareceu com uma fubica, comprada na bacia das almas — uma TL amarela, velhíssima, que só andava de primeira e segunda. Mas esse carro foi seu gosto — e desgosto, pois só vivia em oficina, até que não andou mais e apodreceu lá na porta de sua casa. É, tio Mário, a jabiraca agora só serve pra plantar flor, a gente provocava. Mas ele era um número! Não ligava e também entrava no clima da gozação, rindo-se de si mesmo: É... urubu quando ‘stá de enguiço até pra cagá descadera!


Faniquito: Ataque de nervos sem importância nem gravidade; xilique.
Farejar: Procurar, esquadrinhar, descobrir.
Farronca: Entidade fantástica que amedronta as crianças. Bicho-papão, cuca.
Fazer vista grossa: Omitir-se; fazer que não viu.
Feijão-pagão: Feijão cozido, mas não socado, que se usa para preparar o feijão tropeiro.
Ficar de butuca: Ficar de olho, vigiar.
Fiote-de-cruz-credo: Pessoa feia, desajeitada.
Féria: Apuração da venda do dia no estabelecimento comercial.
Festão: Ramalhete de flores e folhagens.
Fifó: Fofoqueira de língua venenosa, intrigante.
Finco: Jogo de finco, ou de faquinha, em que se vai lançando, sem errar, os fincos (ou faquinhas) e traçando linhas no chão.
Forreca: Caminhonete velha e estragada.
Fuá: Barulho; confusão.
Fubica: Automóvel antigo e muito estragado.
Fulustreco: Designação de alguém que não se quer nomear, ou cujo nome é ignorado; fulano.
Fraga: Rocha escarpada; penedo, penhasco. Terreno escabroso. 

Jabiraca: Carro velho. Por ext. Mulher velha e feia. [Gíria ocorrente em Aguinhas.]


  (**) Este Vocabulário de Aguinhas faz parte do livro Menino-Serelepe - Um antigo menino levado contando vantagem, de Antônio Lobo Guimarães, pseudônimo com que Antônio Carlos Guimarães (Guima, de Aguinhas) assina a coletânea HISTÓRIAS DE ÁGUINHAS. V. o tópico Livros à Venda.


Veja nos números anteriores desta série:

http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=36347

http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=37267

http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=37892

http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=41044

http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=42798


 

Referências: preciolandia.com.br; terra.com.br/istoe; institutopackter.com


Publicado por Guimaguinhas em 14/01/2015 às 09h21
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

As Águas Virtuosas de Lambari e a devoção a N... R$10,00
Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: