Guimaguinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
03/05/2015 20h40
MEMÓRIAS DE AGUINHAS - Recordações de um terno de Congadas

SUMÁRIO


Introdução

A propósito do 13 de Maio que se aproxima, vamos recordar um pouco da história do terno de Congadas de Seu José de Souza, de 92 anos, ele que é o veterano de nossas festas populares de Congadas e Dia de Reis.

Vamos lá!


O terno de Zé de Souza

 Seu José de Souza começou cedo nas Congadas, na época dos ternos de Joaquim Baiano e Zé Sabino. Tocava caixinha, cavaquinho, e ele mesmo fazia instrumentos de percussão com couro de cabrito para os membros da congada. Depois, aprendeu violão e violino, tudo de ouvido. 

Voltar


Três ternos tradicionais de nossa cidade

Mais tarde, montou seu terno, que ao lado dos ternos de Zé Vicente e Zé Marques abrilhantaram nossas festas populares por décadas.

    

Seu Zico e Zé Marques, expressivas figuras de nossas Congadas

Voltar


As comidas

Zé de Souza conta que para custear o desfile das Congadas corria uma lista de ajuda pela cidade e muita gente colaborava — pessoas comuns, autoridades, comerciantes, e algumas dessas faziam doação em gêneros: arroz em casca, feijão, açúcar. Por essa época a Prefeitura não ajudava com recursos financeiros.

Ele trabalhava de pedreiro, garçon e ajudante de cozinha no Hotel Ideal, e todo ano, com ajuda da mulher D. Elisa, cozinhava para os membros das congadas. Eram paneladas e paneladas de arroz, feijão, angu, carne, e bateladas de doces — arroz doce, doce de cidra, doce de abóbora — e um licorzinho de figo especial.

Voltar


Fotos

 

Aos 92 anos, Zé de Souza não participa mais das Congadas, mas sempre tem à mão o violão e o violino


              

Ensaio do Terno de Zé de Souza. Na foto 1, Carlos, filho de Zé de Souza


O terno de Zé de Souza preparando-se para desfilar

  

Zé de Souza comandando o ensaio de seu terno

Voltar


Vídeos

Seu José de Souza, que comandou um dos mais tradicionais ternos de Congadas da cidade de Lambari (MG), aos 92 anos, tocando seu violão e soletrando letras antigas, ou afinando o velho violino, saudoso do ofício de tantos anos.

  • Youtube (1) - aqui
  • Youtube (1) - aqui

Voltar


Agradecemos a José de Souza e seus familiares pela gentileza das fotos e da entrevista.


 

 

 

 


Publicado por Guimaguinhas em 03/05/2015 às 20h40
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: