Guimagüinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
24/09/2017 07h12
SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DO A.V.F.C. (17) - Diretorias

                                                                  SUMÁRIO


Apresentação

Fundado em 1926, o clube foi reorganizado em 1o. maio de 1927, quando a diretoria anterior (Nicolau A. Navarro, presidente, e Renê Alves Ferreira, 1o. Secretário) foi substituída pelos diretores mencionados no item abaixo (A diretoria do Águas Virtuosas em 1927).

A história da fundação do Águas Virtuosas está aqui.

Abaixo vai um panorama das principais diretorias da história do clube.


Recorte do Estatuto do Águas Virtuosas de 1927, que trata da eleição da Diretoria

Voltar


A diretoria do Águas Virtuosas em 1927

A diretoria do Águas Virtuosas, eleita em 1927, era composta dos seguintes membros:

  • Dr. João Lisboa Júnior - Presidente
  • Jonas Honorato de Assis - Vice-presidente
  • Egydio Mileo - Tesoureiro
  • José de Oliveira Leite - 1o. secretário
  • Dr. Osvaldo Cruz Lisboa - 2o. secretário


Dr. João Lisboa, presidente do A.V.F.C.

José de Oliveira Leite (Juca Leite) - 1o. secretário do A.V.F.C. e dono da elegante ortografia da ata acima

Voltar


Diretoria de 1942

Em 1942, foram eleitos os seguintes diretores:

  • João Lisboa Júnior - Presidente
  • Osvaldo Cruz Lisboa - Vice-presidente
  • Lázaro Bacha - 1o. tesoureiro
  • Paulo Viola - 2o. tesoureiro
  • Joaquim de Araújo Júnior - 1o. secretário
  • José de Castro - 2o. secretário

Recorte comunicado interno do AVFC - 1942

Voltar


Diretoria de 1948

Em 26 de julho de 1948, o AVFC comunica à Liga de Futebol Caxambuense a nova diretoria do Águas Virtuosas, que era a seguinte:

  • Pedro José de Souza - Presidente
  • Dr. Manoel Airosa - Vice-presidente
  • José Sgarbi Astério - 1o. secretário
  • César Fernandes - 2o. secretário
  • Gilberto Leite - Tesoureiro

Voltar


Diretoria dos anos 1950

Em 1953, o Águas Virtuosas fez um excelente campeonato pela Liga de São Lourenço, vencendo o 2o. turno e classificando-se para a final, com o Esporte Clube São Lourenço (veja aqui).

Compunham a diretoria, então, Manoel Correia Alberto e Francisco de Castro Neto.

   

(1) Chico de Castro e Manoel Correia - (2) Reprodução: O ÁGUAS VIRTUOSAS, de 20, set, 1953

Em 1960, com essa mesma diretoria, o Águas Virtuosas conquistou o campeonato Sul Mineiro Amador da Liga de Varginha, história que já registramos aqui.

Voltar


Diretorias dos anos 1960

Em 1967, uma nova diretoria seria eleita, tendo em vista a profissionalização do clube, que resolvera disputar a divisão de acesso à 1a. Divisão do Futebol Mineiro.

Uma assembleia geral extraordinária foi marcada para o dia 18 de junho de 1967, tendo em pauta os seguintes temas:

  • reforma dos estatutos
  • eleição da nova diretoria
  • aprovação das contas da Comissão Construtora do Estádio.

Recorte ata do dia 18 de junho de 1967, com a pauta da assembleia extraordinária


Mas por falta de número legal de sócios proprietários na 1a. chamada a reunião foi encerrada, sem exame da pauta. Na segunda chamada, realizada horas depois, foi eleita, por aclamação, a seguinte diretoria:

  • Jairo Ferreira - Presidente de honra
  • Manoel Correia Alberto - Presidente
  • Lupércio Floriano Barbosa - Vice-presidente
  • Francisco de Castro Netto - 1o. secretário
  • Domingos Gregatti - 2o. secretário
  • Manoel Nogueira da Mota - 1o. tesoureiro
  • Miguel Bacha Filho - 2o. tesoureiro
  • Serafim Lisboa - Diretor esportivo
  • Antônio Gonçalves Ferreira - Diretor social
  • Manoel Viola Neto, Alberto Nascimento e José Capistrano - Conselho Fiscal, sendo suplentes: José de Oliveira Leite, Manoel de Souza e Geraldo Andrade Pereira.

Varley Betinho. Ao centro, o prefeito Jairo Ferreira. Ao fundo: Damião


Além da diretoria eleita, estiveram presentes, ou foram representados por procuradores, os seguintes sócios proprietários:

  • Bibiano José da Silva Rocha, Rodolfo Faria, Geralda Monte Mandarano, Vítor Tucci, Miguel Bacha, Onofre de Castro Junho, Elias Bacha, Benedito Garcia, Bibiano Silva Rocha, Geralda Aparecida Ferreira Mileo, Egídio Mileo, José Gregatti, Antônio Fernandes Filho, Espólio José Ieno, José de Lorenzo.

Ata de 3 de dezembro de 1967: em discussão a filiação à Federação Mineira de Futebol — Em 1968, o AVFC iria disputar a divisão de acesso à 1a. Divisão do Futebol Mineiro

Voltar


Diretorias dos anos 1970

Em 1968 e 1969, o Águas Virtuosas disputou o torneio de acesso à primeira divisão. Em 1969, em Três Corações, jogando pelo empate, perdeu a vaga numa final histórica contra o Atlético Clube daquela cidade. Placar de 1 X 0, gol contra do extraordinário zagueiro Pulga, em um lance de infelicidade: uma bola cruzada, um cabeceio dentro da área e a bola bateu-lhe na nuca e entrou.

Em 1970, endividado e desmotivado, o Águas Virtuosas terminou com o futebol profissional e também com o amador. Nessa época surgiu o time do Vasquinho, que disputou o Campeonato Amador Sul Mineiro, promovido pela Liga de Varginha.

Em 1975, deu-se o ressurgimento do Águas Virtuosas para disputa do campeonato amador da Liga de Caxambu, e para isso, em 20 de março de 1975, uma nova diretoria foi eleita:

  • Jurandyr Pereira Mayer (Alemão) - Presidente
  • David da Fonseca Reis - Vice-presidente
  • Gílson de Oliveira Carvalho - 1o. secretário
  • Adalberto José da Cruz - 2o. secretário
  • João Manoel do Espírito Santo - 1o. tesoureiro
  • José Lourenço Martins - 2o. tesoureiro
  • Conselho Fiscal: Luiz Nunes, Antônio Luiz Neto, Daniel Gregatti, Domingos Gregatti, Fernando Carreira, Mílton Vital, Wílson Laurindo de Souza, Geraldo Antônio Pereira, Fernando José da Cruz e Manoel Correia Alberto.

No dia 13 de janeiro de 1976, Jurandyr Pereira Mayer deixou a presidência do clube, assumindo o vice-presidente David Fonseca Reis.

Tendo Alemão como técnico, o Águas Virtuosas alcançou o 3o. lugar em 1975 e o vice-campeonato em 1977, da Liga de Caxambu.

Voltar


Diretoria dos anos 1980

A 20 de fevereiro de 1980, foi eleita a seguinte diretoria:

  • Hélio Ferreira Martins - Presidente
  • Wílson Laurindo de Souza - Vice-presidente
  • José de Lorenzo Filho - 1o. secretário
  • João Nascimento - 2o. secretário
  • Henrique Ferreira de Carvalho Neto - 1o. tesoureiro
  • Hélio da Silva - 2o. tesoureiro
  • João Crisóstomo de Souza Fernandes - Diretor de futebol

Trechos da ata feita por Hélio Ferreira Martins:

Participaram dessa reunião, as seguintes pessoas:

Voltar


Diretorias dos anos 1990

No dia 28 de abril de 1991, para o biênio 1991-92, foram eleitos os seguintes:

  • Luiz Vesonildo Coutinho - Presidente
  • Vesonildo Tucci Coutinho - Vice-presidente
  • José Amauri Ribeiro - Secretário
  • Conselho Fiscal: José Mauri Coutinho 

Recorte ata diretoria do Águas Virtuosas para o biênio 1992-93


Para o biênio 1992-93, foram eleitos os seguintes:

  • Luiz Vesonildo Coutinho - Presidente
  • Vesonildo Tucci Coutinho - Vice-presidente
  • José Amauri Ribeiro - 1o. secretário
  • Aírton Gonçalves de Carvalho - 2o. secretário
  • José Mauri Coutinho - 1o. tesoureiro
  • Egberto Nascimento - 2o. tesoureiro
  • Domingos Gregatti Filho - Diretor de Esportes
  • Luiz Gashler - Diretor Social
  • Conselho Fiscal: Rogério Mendonça; Mário Sérgio Tucci; Décio Junqueira de Souza; Paulo César Braz; Vânia Maria Cruz Mendes; Sebastião Ribeiro; Alcides de Souza Domingues

Em 1991, o Águas Virtuosas sagrou-se tetracampeão da Liga de São Lourenço, conforme já anotamos aqui.

Voltar


Referências

Esta série SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DO ÁGUAS VIRTUOSAS F.C. foi elaborada com base em livros, atas, correspondências e outros documentos existentes nos arquivos do clube.

  • Semanário O ÁGUAS VIRTUOSAS, de 20, set, 1953 - www.bndigital.com.br

Voltar


A Série

Posts já publicados

  • Fundação do clube - aqui
  • O Jockey Clube - aqui
  • Amistosos das Décadas de 1920/30/40 - aqui
  • A Taça Guaraína - 1a. Parte - (1941) - aqui
  • Campo do A.V.F.C. - aqui
  • O Estádio do A.V.F.C. aqui
  • Em 1930, o A.V.F.C. era o orgulho esportivo do Sul de Minas aqui
  • Quinzinho Modesto, o maior artilheiro do Águas Virtuosas aqui
  • Zezé Gregatti, o maior atacante do Águas Virtuosas aqui
  • Liga de São Lourenço - 1953 - O primeiro jogo da melhor de três partidas aqui
  • Liga de São Lourenço - 1953 - Um empate espetacular contra o Esporte aqui
  • Águas Vice-campeão - 1953 - A controvertida final do campeonato aqui
  • Taça Guaraína, 1941 - (2a. parte) aqui
  • Uma torcida sempre apaixonada aqui
  • Amistosos contra times do Rio nos anos 1950 aqui
  • Campanha do vice-campeonato de 1953 aqui

Continuidade da Série

A série SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DO ÁGUAS VIRTUOSAS F. C. prosseguirá com outros títulos.


Em preparo: Sócios

Voltar



Publicado por Guimaguinhas em 24/09/2017 às 07h12
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

As Águas Virtuosas de Lambari e a devoção a N... R$1,00
Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: