Guimagüinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
17/05/2017 19h13
SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DO A.V.F.C. (13) Taça Guaraína, 1941 - (2a. parte)

Ilustração: Dondinho, pai de Pelé, campeão da Taça Guaraína - Região Sul Mineira, 1941 - Fonte: http://ospeles.blogspot.com.br


SUMÁRIO


Apresentação

 

Já contamos aqui a primeira parte da história da participação do Águas Virtuosas na Taça Guaraína de 1941, a mais importante disputa regional de futebol da época.

De fato, a disputa da Taça Guaraína ocorria em diversas regiões do País. O time do São Paulo F.C., por exemplo, conquistou o troféu em 1936 (aqui).

No Rio de Janeiro a taça também foi disputada em 1943.


Fonte: Reprodução - Diário da Noite, 28, maio, 1943


Neste post, está a parte final dessa história.

Vamos lá.

Voltar


O Águas Virtuosas discute a perda de pontos

Como se recorda, o Águas Virtuosas venceu sua primeira partida, disputada em Lambari, em 27 de julho de 1941, contra a agremiação da AVEA (Associação Varginhense de Esportes Athleticos), de Varginha, por 3 a 1. 

Mas a Liga de Futebol de Varginha (LFV) cassou-lhe os pontos, em face da suspeita levantada pela AVEA de que o Águas Virtuosas escalara alguns atletas que "residiriam em Cambuquira e não em Lambari". Argumentava a AVEA que as normas desportivas do torneio exigiam que os atletas residissem na cidade do clube.

Pois bem, o caso demandou longa discussão no Conselho de Representantes das cidades participantes, presidido por Armando Nogueira, dirigente da LFV, com o procurador do Águas Virtuosas — Nelson Scaldaferri — peticionando em favor do time de Lambari.



Não temos nenhum registro acerca da decisão final do Conselho, mas o fato é que o Águas Virtuosas não passou às fases seguintes da disputa.

 

A seleção de  Lavras, que vencera o jogo contra o Alfenas por 4 x 0, também fora punida com a perda dos pontos, em razão de um erro na súmula do árbitro. O caso rendeu enorme discussão e o dirigente da L.F.V — que presidia o Conselho de Representantes das cidades participantes da disputa — acabou por renunciar e uma nova eleição foi marcada para 9 de agosto de 1941.



Mas a disputa prosseguiu e a final da Taça Guaraína de 1941 se deu entre a seleção de Itajubá e a de Três Corações, como se verá a seguir.

Voltar


Dondinho, pai de Pelé, campeão da Taça Guaraína - Região Sul Mineira, de 1941

Como se sabe, o Dondinho [João Ramos do Nascimento (Campos Gerais - 2 de outubro de 1917 – Santos - 16 de novembro de 1996) era o pai de Pelé (Edson Arantes do Nascimento) e nos anos 1940 morava em Três Corações e jogava pelo Atlético local.


Dondinho chegou a jogar no Atlético, mas lesionado no joelho não foi bem sucedido no Galo Mineiro e - Reprodução - Fonte: Wikipedia


Dondinho também jogou em Lambari, contra o Águas Virtuosas, no antigo campo da Rua Francisco de Biaso. Era excelente cabeceador, dizem antigos lambarienses que o viram jogar.


1949: Gol de Nenê Nascimento, no antigo campo do Águas Virtuosas


Pois bem, Dondinho participou da final da Taça Guaraína contra o Itajubense, tornando-se campeão, em 1941.


Dondinho, pai de Pelé clube de futebol (Foto: Divulgação)

Dondinho (ao centro, em pé) em time de Três Corações - Reprodução - Fonte: http://ospeles.blogspot.com.br

Voltar


Final da Taça Guaraína

Conforme o regulamento da Taça Guaraína - Região Sul Mineira, de 1941, a decisão se daria em Varginha, entre Zona Sapucaí e a Zona Rio Verde.



Desse modo, na forma do artigo 17 do regulamento acima, a final da Taça Guaraína - 1941 deu-se em Varginha, no Stadium Varginhense (Estádio do Flamengo), entre Itajubense (Campeão da Zona Sapucaí) e o Campeão da Zona do Rio Verde (Seleção da L.E.T. - Liga Esportiva Tricordiana, de Três Corações - [que reunia jogadores do Atlético, Raul Chaves (Canto do Rio) e Colégio Estadual]


Fonte: http://ospeles.blogspot.com.br


Por 4 x 1, o selecionado de Três Corações superou a seleção de Itajubá, sagrando-se campeão da Taça Guaraína de 1941.


Fonte: http://www.portalentretextos.com.br

Voltar


Referências

Voltar


 


Publicado por Guimaguinhas em 17/05/2017 às 19h13
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

As Águas Virtuosas de Lambari e a devoção a N... R$1,00
Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: