Guimaguinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
21/06/2013 05h00
A Seleção em Aguinhas - Caderneta de autógrafos

Já transcrevi aqui alguns trechos do livro Menino-Serelepe* contando a natural ebulição que acometeu a meninada de Aguinhas à busca de autógrafos dos craques da Seleção de 66, quando de sua temporada em Lambari. (1)

Eu - entre dezenas de outros - fui um desses meninos, ou como narrei:

A garotada de Aguinhas, do mesmo modo que todas as crianças do mundo, vivia também acotovelada à entrada do Hotel Itaici, no costumeiro empurra-empurra, olhos fixos na portaria, na expectativa de qualquer um que pudesse dar-lhes um autógrafo. Munido de uma pequena caderneta, eu estava lá também...

...........
Fui me aproximando, rondando, cismado, com medo de interromper a conversa, e sem sacar do bolso os equipamentos daquele novo esporte que inflamara os miúdos de Aguinhas: disputar autógrafos dos craques da Seleção.
...........
 
E, claro, consegui o autógrafo de todos os jogadores da Seleção:
 
No dia em que a Seleção deixou Aguinhas, minha caderneta preciosa já registrava os históricos quarenta e sete autógrafos.
 
Mas registrei também como se deu a inestimável perda desse meu tesouro:
 
Infelizmente, quando mãe teve de vender um velho tager para o tio Messias, com ele foi a minha suada coletânea, que nunca mais ninguém viu.
...........
O tager se foi, e com ele minha caderneta de autógrafos da Seleção de 66...
 

Pois bem, desde essa época eu jamais vira novamente qualquer caderneta ou coletânea de autógrafos desses jogadores.

Isso até a data de hoje, pois acabo de receber um e-mail de André Gesualdi, no qual ele diz

Recentemente olhando minha coleção de plásticos achei este de 66 com autógrafos no verso do Pelé, Bellini, Altair...

E me encaminhou cópia dessa preciosidade, que compartilho com os amigos deste site:


                      

                     


Vocabulário de Aguinhas

Tager: Etager = móvel, cômoda. [A pronúncia corrente era tager.]

Nota:  André Gesualdi já apareceu aqui neste espaço virtual. É o ponta-direita do time Mirim do Águas, cuja foto está neste link:

http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=37017


(1) Ver os posts: 

- Autógrafos de Pelé e Garrincha - http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=37578

A Seleção em Aguinhas: http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=4179693

AVFC - Visitantes ilustres: http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=36972

 


(**) Esta narrativa faz parte do livro Menino-Serelepe - Um antigo menino levado contando vantagem, uma ficção baseada em fatos reais da vida do autor, numa cidadezinha do interior de Minas Gerais, nos anos 1960.

O livro é de autoria de Antônio Lobo Guimarães, pseudônimo com que Antônio Carlos Guimarães (Guima, de Aguinhas) assina a série MEMÓRIAS DE ÁGUINHAS. Veja acima o tópico Livros à Venda.

 


Publicado por Guimaguinhas em 21/06/2013 às 05h00
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: