Guimagüinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
12/01/2018 07h31
MEMÓRIAS DE AGUINHAS - "Brazil" e " Minas" - Antigos colégios de Aguinhas

Ilustração: Reprodução: capa do folheto Collegios "Brazil" e "Minas" (Graphica Klabin, 1905) - Acervo da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa - BH


SUMÁRIO


Apresentação

Em 1905, o casal Francisca Amélia Vianna e Joaquim Lopes Vianna, educadores e diretores de colégios particulares, vieram para Águas Virtuosas do Lambary e aqui fundaram duas escolas: uma para meninos e outra para meninas.

No final daquele ano, a título de propaganda, mandaram imprimir o folheto abaixo, com informações sobre a fundação dos colégios e o ano letivo de 1905. 

Neste post, contamos esta história.


Reprodução: Capa. Collegios "Brazil" e "Minas" - [Folheto] Empreza Graphica Klabin, São Paulo, 1905 - Acervo da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa - BH

(*) Este exemplar traz a assinatura do prof. Paulino d'Araújo Filho e a data: Christina, 22 de janeiro de 1906


Reprodução: Jornal O Paiz, 27, jan, 1905 (bn.digital.gov.br)


A proposta educacional

Na fundação dos colégios, a diretoria enviou aos pais e famílias de Águas Virtuosas do Lambary uma circular, na qual resumia a proposta educional, que dizia, entre outras coisas:

  • Os dois colégios oferecerão aos senhores pais as mais sólidas garantias para educação e instrução de seus filhos.
  • A escolha da Vila de Águas Virtuosas para fundação dos colégios se deveu à notória salubridade de seu clima admirável e da justa fama das fontes medicinais, altamente conceituadas.
  • No currículo escolar, incluíam-se novas disciplinas, como: o estudo da Constituição do País e do Estado, e noções de Direito Civil e Penal.
  • O ensino era de orientação católica, sem excluir tolerância para com outras crenças.
  • O uso dos uniformes se dava em razão de economia e igualdade e fraternização entre os jovens.
  • Nas escolas, não eram admitidos castigos que não os morais, os conselhos amoráveis e persuasivos.
  • Eram ensinados também rudimentos de agricultura e ciências conexas e o preparo cuidadoso em escrituração comercial, noções essas indispensáveis para as labutas da vida.

O Colégio "Brazil"

Com instrução primária e secundária para meninos, na forma de internato e externato, o Colégio Brazil tinha como diretores/professores Charles Noguerés e Joaquim Lopes Vianna, e como professores conhecidas personalidades públicas de Águas Virtuosas do Lambary:

  • João Bráulio Júnior
  • Garção Stockler.
  • José Camarinha
  • Benício Chaves
  • João de Almeida Lisboa
  • Paulino de Araújo Filho

O antigo Colégio Brazil situava-se ao lado do Parque das Águas, no local onde existe hoje o Colégio Estadual Maria Rita P. L. Santoro


  • Sobre João Bráulio Júnior, veja este post: aqui 
  • Sobre Garção Stockler, veja este post: aqui
  • Sobre o Dr. Benício Chaves, veja aqui
  • Sobre João de Almeida Lisboa, veja estes posts: aqui e aqui

Voltar


O Colégio "Minas"

Com instrução primária e secundária para meninos, na forma de internato e externato, o Colégio Minas tinha como diretores/professores Francisca Amélia Vianna, seu marido Joaquim Lopes Vianna e Charles Noguerés, e como professores conhecidas personalidades públicas de Águas Virtuosas do Lambary:

  • João Bráulio Júnior
  • Garção Stockler.
  • José Camarinha
  • Benício Chaves
  • João de Almeida Lisboa

Reprodução: O Malho n. 194, de 1906 (bn.digital.gov.br)


O antigo Colégio Minas situava-se no prédio acima, onde depois funcionou o Colégio Santa Terezinha e a Prefeitura Municipal de Lambari

Voltar


  • Sobre o Colégio Santa Terezinha, veja este post: aqui
  • Sobre o incêndio no prédio da Prefeitura Municipal, veja este post: aqui

Jornais de comunidades italianas

Curioso notar que jornais de comunidades italianas também faziam propaganda dos colégios Brazil e Minas e da Vila de Águas Virtuosas.

De fato, colhemos no Do Bersagliere, órgão da colônia italiana no Rio de Janeiro, esta nota;

AV [Águas Virtuosas], 28, Gennaio 1905

Essendo AV dotada ci clima saluberrimo, acque minerali riconoscinte le migliori esistenti nel Brasil

E também A Fanfula, de 7 de setembro de 1905, comentou as atividades cívicas da Independência, realizadas pelos colégios:

Festa Patria - Acque minerali notalizi

(Frattini) - La festa nazionale del 7 settembre è stata qui solennemente comemorata com uma accademia letteraria, doi colleghi Brazil Minas.


Encerramento do ano letivo de 1905

O jornal O Lambary,  de 1o. de dezembro de 1905, descreveu assim as atividades de encerramento do ano letivo dos colégios Brazil e Minas, de 1905:

No vasto salão do Cassino Popular [que funcionava nas dependências do Hotel Mello], durante 3 dias, com a participação de 76 alunos, foram realizados os exames dos colégios Brazil e Minas, com festejos e leilões de prendas. A festa de entrega dos diplomas foi feita em festa noturna neste mesmo hotel, antecedido de cantos de hinos pelos alunos e exibição da banda local.

As prendas eram doações feitas por comerciantes, cidadãos e pais de alunos, e em 1905 os melhores prêmios foram ofertados por: Silvestre Ferraz (negociante), Antônio Coli (cavalheiro), Gabriel da Luz (fazendeiro), Com. Jerônimo Boavista e Cláudio da Silva (médico do RJ).

Entre as prendas, contavam-se: 1 jogo japonês, bolsa de couro, bengala, papel de carta, vinhos, latas de doces, regador, sabonetes, segura-livros, lapiseira, abotoaduras, binóculo, vista de Aparecida, Vista de Lambary, tinteiro, castiçal, Evangelho, coleção de poesias, livro de contos, pão-de-ló (ofertado por V. Raumundy), revista Tico-tico e prato de doces.

Os exames, que podiam ser assistidos pelos pais, consistiam em provas escritas e orais, com arguição pelos professores. Os melhores alunos ganhavam prêmios e condecorações.

Neste ano de 1905, foram premiados os seguintes alunos:

Curso Primário

  • Prêmio Leitura: João Goulart
  • Prêmio Calligraphia: Salvador Romano
  • Prêmio Portuguez: Halley Gonçalves
  • Prêmio Geografia: Salvador Romano
  • Prêmio Arithmétidca: J. Xavier

Curso Secundário

  • Português: Armando Manso Vieira
  • Francês e Arithmética: Quintino Chagas
  • Inglês: João Gomes de Almeida
  • História: João Lisboa Jr.

Voltar


Os alunos

Neste ano de 1905, entre os alunos estavam os seguintes:

Alunos Primário: Ernesto Melo, Genaro Romano, Francisco Moreira, Egydio Raymundi, Gabriel Noronha, Francisco Grandinetti, João Felipe Machado, Américo Carlini, Manoel Maria de P. Vilhena, Anunciato Gesualdi, Alarico Vianna, Cezar Lorenzo, José Augusto Nascimento, Agenor Noronha.

Alunas Primário: Angelina Motta, Judith Vianna, Tereza Grandinetti, Dilandina Nascimento, Clotilde Nascimento, Enyra Ribeiro, Maria Antônia dos Santos, Margarida Noguerés, Amélia da Gama e Maria Rosa Lorenzo.

Voltar


Alunos premiados no ano letivo de 1906

Em 1906, estes foram os alunos premiados:

Reprodução: O Malho n. 194, de 1906 (bn.digital.gov.br)

Voltar


Outras informações

Por ordem ministerial, alguns alunos eram admitidos gratuitamente.

Confira:

Reprodução: Jornal O Paiz, edições: 12, mar, 1907 e 17, ago, 1908 (bn.digital.gov.br)


Em 1908, o professor Lopes Vianna, fundador e diretor dos colégios Brazil  e Minas, participou de importante evento na cidade de Ouro Fino, no salão da Sociedade Italiana, com a presença do então Senador Bueno Brandão, e dos senhores Dr. Loreto de Abreu, Juiz de Direito da Comarca, Dr. José Ribeiro de Miranda e capitão João Ribeiro de Miranda.

Nesse evento, discutia-se a implantação de um ginásio naquela localidade, nos moldes do já existente em Águas Virtuosas.

Confira:

Reprodução: Jornal O Paiz, edição de 17, jul, 1908 (bn.digital.gov.br)

Voltar


Referências

  • Collegios "Brazil" e "Minas" - [Folheto] Empreza Graphica Klabin, São Paulo, 1905 - Acervo da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa - BH
  • Revista o Malho - n. 194/1906 - bn.digital.gov.br
  • Jornal O Paiz - edições citadas acima - bn.digital.gov.br
  • Museu Américo Werneck

Voltar


 


Publicado por Guimaguinhas em 12/01/2018 às 07h31
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

As Águas Virtuosas de Lambari e a devoção a N... R$1,00
Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: