Guimaguinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
19/06/2013 21h38
Memórias de Aguinhas (6) - O Parque das Águas (2)

Aguinhas de antigamente

Sumário


O primeiro Pavilhão das Fontes

Após as obras de captação e separação das nascentes das águas, ocorridas em 1905/1906, o velho prédio que protegia o poço, construído em 1865, foi demolido e em seu lugar se ergueu vistoso pavilhão mourisco para proteger as atuais fontes. (1)

Próximo do pavilhão, foram construídas as instalações para o engarrafamento das águas.


 

                                   Pavilhão das Fontes. Ao fundo, galpão de engarrafamento (1905)

 Turistas, no Parque das Águas, em 1905.

Uma antiga vista do Parque das Águas (ao fundo). No primeiro plano, a Praça da Liberdade.

Voltar


Arquivo Público Mineiro

Visão do site do 

Arquivo Público Mineiro

 

Neste site podem ser

pesquisados arquivos, jornais,

fotos e textos

sobre a história de Águas

Virtuosas/Lambari

http://www.siaapm.cultura.mg.gov.br/

 

 

Veja fotos antigas de Águas Virtuosas/Lambari, clicando os links a seguir.

Entrada do Parque das Águas (1)

Entrada do Parque das Águas (2)

Vista parcial do Parque das Águas

Vista do Pavilhão das Águas

Voltar


A era Werneck

Na década de 1890, Américo Werneck se fixou em Águas Virtuosas e, juntamente com Garção Stockler e João Bráulio Júnior, passou a lutar pelo desenvolvimento da estância. Em 1898, João Bráulio reelegeu-se deputado e Américo Werneck tornou-se Secretário de Agricultura do Estado, tendo passado também rapidamente pela Prefeitura de Belo Horizonte. (2)
 
A partir do governo de Silviano Brandão (1898), o Governo de Minas passou a incentivar o desenvolvimento das estâncias hidrominerais, investindo em seu melhoramento e embelezamento. Inicialmente esquecida, a estância de Lambary veio a receber, contudo, substancial investimento a partir de 1909, quando foi criada a Prefeitura do Município e Américo Werneck nomeado o primeiro prefeito, com a missão de dar continuidade às obras de melhoramento e torná-la um moderno complexo hidromineral. (3)
 
E coube, assim, a Werneck a execução do plano de saneamento e de urbanização da cidade, a construção do Cassino, do Parque Wenceslau Braz, do Farol do Lago, do Lago Guanabara e do aumento do Parque das Águas, da Fábrica de Gelo, da instalação da Rede Elétrica. (4)
 

O embelezamento da estância do Lambary

Sobre esse tema, veja-se o trabalho de Francislei Lima da Silva, em que o autor estuda como se deu o processo do chamado aformoseamento da estância de Águas Virtuosas.

Nesse texto acadêmico, o autor também ilustra e discorre sobre

projetos decorativos para os parques e jardins, com temas para fontes, pavilhões e prédios idealizados no programa de obras para embelezamento da estância do Lambary, pela empresa de Arquitetura do Rio de Janeiro: Poley & Ferreira, a pedido do próprio Werneck em seu mandato como prefeito em 1909.

Como se sabe, com as verbas já garantidas pelo Estado para a construção da Estância de Águas Virtuosas, Américo Werneck partiu para a Europa em circuito turístico pelas estâncias hidrominerais do Velho Mundo, e de lá voltou cheio de ideias que a firma Poley & Ferreira transformou em requintados projetos.

 Fonte do Novo Parque      Novo Pavilhão

Blueprints* de alguns projetos encomendados por Américo Werneck.

(*) O nome blueprint deriva desse papel azul utilizado em projetos de arquitetura e engenharia.


SILVA, Francislei Lima da. Monumentos da água no Brasil: Pavilhões, fontes e chafarizes nas estâncias Sul Mineiras (1880-1925) [Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2012. Disponível em: http://www.ufjf.br/ppghistoria/files/2011/01/Francislei-Lima-da-Silva.pdf    - Consultado em 16, jun. 2013.

Voltar


Fotos

 Ao centro, o Parque das Águas, nos anos 1920

 Pavilhão das Fontes (1920)

Vista interna do Parque das Águas

 Trecho do Parque das Águas
 
 A Fábrica de Gelo e, ao lado, o Mercado de Flores.  [5]
 
 Mercado de Flores, visto do interior do Parque das Águas

Vídeos

No vídeo abaixo, dos anos 1950, pode-se se ver [entre 05:00/06:00 min] um filme sobre o Congresso Eucarístico realizado em Lambari, no qual aparecem autoridades eclesiásticas visitando o Parque das Águas e tomando água nas fontes.

VÍDEOS - Lambari - Ano de 1955

https://www.youtube.com/watch?v=SJ4bRbbOe1k  

Voltar


Referências bibliográficas

(1) MILÉO, José N. Ruas de Lambari. Guaratinguetá, SP : Graficávila, 1a. edição, 1970, p. 26.

(2) Para ver algumas informações biográficas de Américo Werneck, clique este link: http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=36346

(3) CASTILHO, Fábio Francisco de Almeida. A Construção da Estância Balneária de Águas Virtuosas. In Como Esaú e Jacó: as oligarquias sul-mineiras no final do Império e Primeira República. Tese (Doutorado em História). Universidade Estadua Paulista, 2012, págs.123/153. - Disponível em http://www.franca.unesp.br/Home/Pos-graduacao/FABIO.pdf - Visitado em 16, jun, 2013.

(4) MILÉO, op. cit., p. 35.

(5) "Por ocasião das grandes obras efetuadas pelo prefeito Américo Werneck, o parque foi muito aumentado e foram construídos, na área do parque, prédios (mercado de flores e fábrica de gelo) que jamais entraram em funcionamento." [MILÉO, op. cit., p. 26.]


(*) Como se sabe, a polêmica que envolveu Américo Werneck e o Governo de Minas, iniciada em 29/07/1913, foi muito prejudicial ao desenvolvimento de Lambari.

Veja neste link um texto sobre esse caso, que ficou conhecido nacionalmente como Questão Minas X Werneckhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=4299669


Fonte das fotos:

Museu Américo Werneck e coletânea de postais do autor.


(a) A 1a. parte desta série está neste link: http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=37704

(b) A 3a. parte e última parte desta série está neste link: http://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/blog.php?idb=37718

 


Voltar


Publicado por Guimaguinhas em 19/06/2013 às 21h38
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: